terça-feira, 29 de abril de 2014

O "ÁPICE" DO LIVRO DOS LIVROS


Amo ler!! Leio todos os dias “porções” do maior best seller de todos os tempos. O Livro mais vendido, extremamente  popular e considerado “literatura em massa”.

Este Livro também pode ser transmitido oralmente, de geração em geração, e o “Tema Central” é abordado de diversas maneiras. Não são “Contos de Fadas, ainda que, o “Personagem Principal” enfrentou grandes “obstáculos”, porém, Ele não foi um super-herói. Não é uma narrativa inverossímil, e este mesmo “Personagem”  não é um animal, como nas "fábulas', mas um de seus autores declarou: pela fé:”Eis o Cordeiro de  Deus que tira o pecado do mundo.” (Jo 1.29)

Este Livro é a Bíblia Sagrada! A história do trato de Deus com o homem!” Um livro versátil, e o "principal assunto" nos é abordado de diversas maneiras.  Totalmente Cristocêntrico! Através de tipos, figuras, símbolos, profecias, poesias e cartas, quem ocupa o lugar central é Cristo!

Ficamos cientes das promessas e concertos de Deus com patriarcas, nações, reis e com a humanidade.  

Quando leio a Bíblia, ela me “atinge” de tal forma como nenhum outro livro jamais o fez. Suas "vivas" Palavras trazem-me paz, alcançam o meu coração! “Pois a Palavra de Deus é viva e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito..." (Hb 4.12). 

Foram escolhidos homens eruditos e indoutos, não importa,  para escrever “os livros", isto é, a Bíblia - pelo seu Grande Autor: Deus! Todos tiveram a honra de escrever,  descrever,  contar, narrar,  à sua  maneira, para a humanidade a história da “Mensagem da Cruz.”

“Era uma vez...”, não! Foi em um dia especial, quando a mensagem deste Livro atingiu  o “universo” de todo o meu ser: meus sentimentos, meus pensamentos e meus desejos.  Esta mensagem atingiu a minha alma, e a mim foi oferecida por graça e bondade a ”Mensagem da Salvação!” Uma mensagem de ordem espiritual, que me leva a ter comunhão com o Autor do Livro. Coisa  jamais vista entre autor e leitor.

Esta leitura tem sido proveitosa para minha vida, para ensinar, repreender,  corrigir, instruir, edificar, exortar e consolar. Eu cresço como pessoa, como ser humano, como gente quando leio sobre o “Grande”,  não o “Alexandre", mas sobre  o  Grande “Eu Sou” - Deus Pai! Também quando leio sobre o Humilde Jesus – Deus Filho, que soube enfrentar com dignidade a “Cruz do Calvário”.

Narra Isaías, um dos autores do Livro e o profeta messiânico: “Ele foi oprimido e humilhado, mas não abriu a sua boca, como um cordeiro foii levado ao matadouro, e como ovelha muda perante os seus tosquiadores, ele não abriu a sua boca.” (Is 53.7).

Convicta estou que a história deste Livro não são "Contos Maravilhosos", nem "Contos da Carochinha", mas a história crível e incrível da maravilhosa Pessoa de Jesus Cristo!

Através deste Livro, fui alcançada pela história de um Grande e Humilde Homem, O Homem-Deus! Que paradoxo! Este chamou alguns discípulos para que O seguissem, porem, o caminho era sem aplausos e sem fama,  era um caminho para contar uma historia que poucos acreditariam, e estes sem titubear responderam: “Tudo deixamos por Ti, pra cumprir teu chamar..., chamados para viver ou morrer, mas cumprir teu chamar...”

O chamado de Jesus trouxe  paz aos corações sedentos destes homens, quando ouviram o seu doce chamar:  “Segue-me”, Pedro,  André, Tiago, João, Filipe, Bartolomeu, Tomé, Mateus, Tiago, Tadeu, Simão, Judas. Ah, a partir daquele chamado as suas vidas nunca mais foram as mesmas.

Este mesmo chamado ecoou dentro de mim quando eu lia este trecho: “Não temas, pois eu sou contigo.” (Is 41.10).  Pela fé, pude ouvi-lO: “Isabel, segue-me”, e esta  mesma voz continua ecoando e chamando homens e mulheres “não para lutar por uma causa qualquer, nem ideal ou sonho”, mas porque Jesus Cristo, o Filho do Deus vivo, continua a chamar e a sua voz ecoa por toda a terra: "Segue-me...", ela ecoa no seu coração, e Ele te chama amorosamente:: “Filho meu, dá-me o teu coração!”

Após está resenha da “Bíblia Sagrada”,  penso que,   não haveria como este Livro não ter conquistado milhões de leitores e ser o maior best seller de todos os tempos! Esta leitura tem vida, suas palavras são palavras de vida, a Bíblia é a Palavra de Deus!  Texto do Evangelho de João, o discípulo amado: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito, para que todo aquele que  nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." (Jo 3.16). Eis ai, o "ápice" deste Livro Santo!! 

“Que me desculpem os eruditos, mas há mais ciência nisso que em todos os tratados e livros já escritos pelo homem.” (Leonardo Afonso dos Santos). Estas são palavras de amor e perdão!  

“O amor e o perdão se encontraram no último suspiro da cruz.”.

Abraços fraternais, amigos!!
(Isabel Lima)
 P.S.: Está é a minha realidade,  e se não é a sua,  caro amigo, eu o respeito!!

domingo, 27 de abril de 2014

ESTAMOS CERCADOS PELOS CUIDADOS DE DEUS!


Desfrutemos intensamente de cada dia desta - nova semana - que se inicia e que o Senhor nos concede por sua bondade e graça. Ele estará atento a cada movimento nosso!

Deus conhece tudo o que fazemos do início ao fim do dia. Estará nos seguindo, examinando, guiando as nossas mais simples atividades.  O “Guarda” de Israel não dorme e nem cochila. (Sl 121.4)

Estamos cercados pelos cuidados e pelo amor de Deus! Ele conhece todos os nossos caminhos.  (Sl 32.10; 139.2-5).

Por isso: confia,  deleita,  entrega, descansa e espera..., pois Ele tudo fará por ti, por nós... (Sl 37.4-7)

Ao sairmos de manhã para o trabalho e ao voltarmos para o nosso lar para repousarmos, Deus cuidará de nós, o seu maravilhoso nos acompanhará, e Ele nos colocará fora de perigo...

 “Mas, mesmo que Ele não o faça, mesmo que nós rolemos de cima do topo do maior dos nossos medos, sabemos que cairemos em seus braços fortes.” (James Long).  Estaremos protegidos, para sempre e eternamente, nos braços de Deus! Aleluia!

“O Senhor guardará a nossa entrada e a nossa saída, desde agora e para sempre.” (Sl 121.8). Amém!!

Abraços fraternais. 
(Isabel Lima)

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Por: JOÃO CRUZUÉ – Blog: “OLHAR CRISTÃO”


Jornalista Ricardo Boechat
"A Polícia Federal investiga o pastor José Wellington Bezerra Costa, presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil há 25 anos. O inquérito feito a pedido do procurador Antonio Cabral, do Ministério Público Federal, é para apurar supostos crimes previdenciários, de lavagem de dinheiro e contra a ordem tributária. Tudo começou com denúncia ao MPF feita por sete pastores da denominação, representados pelo Escritório Jorge Vacite Neto, do Rio de Janeiro."
Fim
----------------

Comentário do Blogueiro: Na minha pesquisa não encontrei nada no banco de dados do MPF nem da PF. No site da Banca de Advogados constava a mesma notícia do Blog do Jornalista Ricardo Boechat. Sobre este assunto de supostos crimes previdenciários, deve ser café requentado, ainda do tempo da derrota do Pastor Samuel Câmara na Convenção da CGADB em Vitória-ES. 

Se isto é verdade, os tais "sete pastores" que fizeram a denúncia, na  minha opinião, estão iniciando um movimento de ataque no xadrez da próxima eleição da CGADB. O detalhe é que ela vai ocorrer só em abril de  2016. 

Como o maior opositor do atual Presidente da CGADB é o três vezes perdedor da eleição - Pr. Samuel Câmara, posso deduzir que de alguma forma aqueles pastores  estão ligados a ele. Se não fosse verdade, a informação de seus nomes já estaria publicada. Como oração e direção de Deus é algo que não se conjuga em política eclesiástica, eu sinto muito em dizer que Deus também está fora disso. 


E digo mais, assim como o Pastor Cho da Igreja da Coreia colheu o que andou plantando nos 50 anos que esteve à frente daquela Igreja, mais dias, menos dias, Deus também vai abrir a porteira dos escândalos da Igreja Assembleia de Deus do Brasil diante de todo mundo - não importa que líder ele seja.  E vai colocar toda sujeira sob a luz do meio-dia, para que o temor do Senhor volte a fazer parte do caráter de muitos pastores.


(João Cruzué/Blog Olhar Cristão)

P.S.: Texto equilibradíssimo do Pastor João Cruzué, sábio em não fazer julgamento precitado, mas consciente em saber que: “Porque não há nada oculto que não venha a ser revelado e nada escondido que não venha  ser conhecido e trazido a luz.” (Lc 8.17) - (Isabel Lima)





segunda-feira, 14 de abril de 2014

RESENHA – LA GRANDE BELLEZZA


Por: “Cristianismoemmente”
Publicado em 10 de abril de 2014

No último final de semana assisti ao filme vencedor do oscar de melhor filme estrangeiro deste ano: “A grande beleza” (La grande bellezza, 2013), filme italiano dirigido por Paolo Sorrentino, com o protagonismo de Toni Servillo. O filme conta a história de Jep Gambardella (Toni Servillo), um escritor de 65 anos, famoso por um livro de grande sucesso escrito há muitos anos atrás e que garantiu a ele uma vida de muitos luxos e privilégios na alta sociedade de Roma. O momento de sua vida e a morte de um grande amor do passado o leva então à uma profunda reflexão sobre tudo.(...)

Guardada as devidas proporções, por favor, comparo um pouco a vida e as reflexões de Jep à de Salomão, no livro de Eclesiastes. Jep, assim como Salomão, é um homem que tem tudo, não precisa trabalhar, vive em meio às festas da alta sociedade “intelectual” de Roma, mora em frente ao Coliseu, com um jardim magnífico, e mesmo aos 65 anos, ainda tem as mulheres que quer. Tudo isso não impede Jep de demonstrar uma tristeza oculta, um vazio, que o leva a repensar sua vida e a questionar seus amigos “pseudo-intelectuais” e também o clero, bastante presente no filme, que não consegue lhe dar uma resposta satisfatória para suas inquietações.(...)

Não é a toa que o personagem principal jamais conseguiu escrever um segundo livro, pois estava todo esse tempo à procura de “La grande bellezza”, algo que ele nunca encontrou, mesmo vivendo em Roma, à frente do Coliseu, uma vida de muitas festas. Nunca encontrou, a não ser, a seu ver, numa breve lembrança de um amor passado.

Ao final do filme, vemos uma grande metáfora, mostrando a Irmã Maria subindo a escadaria e desfalecendo ao final, bem como mostra-se Jep, jovem, pronto a subir uma escada, atrás de seu amor (e fora de Roma). É claro, que a escada é uma metáfora da vida. E ele conclui no mais uma vez impressionante discurso final:

 Termina sempre assim. Com a morte. Mas primeiro havia a vida. Escondida sobre o blá, blá, blá. Está tudo sedimentado sob o falatório e os rumores. O silêncio e o sentimento. A emoção e o medo. Os insignificantes, inconstantes lampejos de beleza.Depois a miséria desgraçada e o homem miserável. Tudo sepultado sob a capa do embaraço de estar no mundo. Blá, blá, blá, blá… O outro lado é o outro lado. Eu não vivo do outro lado. Portanto… que este romance comece. No fundo… é apenas uma ilusão. Sim, é apenas uma ilusão”

É uma conclusão impressionante e ao mesmo tempo muito resignada. O seu novo romance, cuja sua impressão traria a marca da “grande beleza” deve se iniciar. Mas no fundo, a grande beleza é uma ilusão (ou um truque como o do mágico que faz desaparecer a girafa). Quanto ao além, ao após a vida, ele nada pode falar.

Quando comparo essas reflexões às mesmas realizadas por Salomão no livro de Eclesiastes, posso dizer que quanto ao mundo, ambos demonstram essa mesma visão pessimista e até aparentemente mal humorada (como colocaria Pr. Ed Rene Kivitz), da vida. Mas quanto à conclusão final, graças a Deus, o Pregador (Salomão), tem uma conclusão diferente.

“Lembra-te também do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos dos quais venhas a dizer: Não tenho neles contentamento … E o pó volte à terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu. Vaidade de vaidades, diz o pregador, tudo é vaidade. … De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo o homem.Porque Deus há de trazer a juízo toda a obra, e até tudo o que está encoberto, quer seja bom, quer seja mau.” Eclesiastes 12.1,7-8,13-14

Aí é que está: ou você fica com o truque de grande beleza desta vida, ou acredita que há algo de verdadeira beleza acima de tudo isso e que há de encobrir todo truque com que nos temos divertido e enganado por tanto tempo.

Leia o texto na íntegra no Blog: “Cristianismoemmente” – Excelente!!
(Foto tirada da internet)

quarta-feira, 9 de abril de 2014

O HOMEM QUE PERDEU A "AUDIÇÃO"...


Era uma vez um homem que ousou falar com Deus.
Deus, queima a sarça como queimaste para Moises. E obedecerei.
Deus, derruba os muros como derrubaste para Josué. E eu lutarei.
Acalma as ondas como fizeste na Galiléia. E eu ouvirei.

Então o homem sentou-se perto da sarça, ao lado do muro, junto ao mar da Galiléia e esperou Deus falar. E Deus ouviu o homem, portanto respondeu:
"Deus enviou fogo, não para a sarça, mas para a igreja.
Deus derrubou um muro, não de tijolos, mas de pecados.
Deus acalmou uma tempestade, não no mar, mas na alma”.

E Deus esperou a resposta do homem.
E esperou...
E esperou...
E esperou.

Mas o homem via sarças, não corações; via tijolos e não vidas, via mares e não almas, então entendeu que Deus nada fizera.
 
Por fim, olhou para Deus, e perguntou: Perdeste o poder???
 
E Deus olhou para ele e disse: Perdeste a audição???

Max Lucado
Livro “Ouvindo Deus na Tormenta” , CPAD

(Foto tirada da Internet)

quarta-feira, 2 de abril de 2014

"ESTA TUDO BEM COM A MINHA ALMA."


"IT IS WELL WITH MY SOUL."

Horatio Gates Spafford,  nova-iorquino, 20 de outubro de 1828,  autor do Hino Cristão: IT WELL WHIT MY SOUL,   composto após uma tragédia que aconteceu com sua família. 

Em  1873, Spafford decidiu enviar a família: Anna Tubena Larse (esposa) e suas quatro filhas: Anna, Margareth, Elizabeth e Tanetta, para passar as férias na Inglaterra,  numa viagem de navio. Devido a necessidade de cuidar de seus negócios, ele iria encontrá-las logo depois.

Em novembro de 1873, o navio a vapor “Ville du Havre” atravessando o Atântico foi atingido por uma embarcação de ferro que o levou a pique, tirando a vida de 226 pessoas. Logo depois da tragédia ele recebeu um telegrama de sua esposa: "SAVED ALONE” (salva sozínha).

Suas amadas filhas: Anna, Margareth, Elizabeth e Tanetta já se encontravam nos braços do Pai.

Berta Spafford, a filha nascida após a tragédia, conta que quando o seu pai foi ao encontro de sua mãe, na Inglaterra,  na viagem ele comcompôs a letra deste maravilhoso Hino: “ESTA TUDO BEM COM MINHA ALMA.” 

A melodia composta por  Philip Bliss,  foi intitulada “Villa du Havre’, o mesmo nome do navio do acidente. Veja abaixo uma das versões em português, as quais ainda transmitem o sentimento de Horatio Spafford:

SOU FELIZ

“Se paz a mais doce me deres gozar, se dor a mais forte sofrer
Oh! Seja o que for, tu me fazes saber, que feliz com Jesus sempre sou!

Coro: Sou feliz com Jesus, Sou feliz com Jesus, meu Senhor!

Embora me assalte o cruel Satanás, e ataque com vis tentações
Oh! Certo eu estou, apesar de aflições, que feliz eu serei com Jesus!

Meu triste pecado, por meu Salvador, foi pago de um modo cabal!
Valeu-me o Senhor! Oh! Mercê sem igual! Sou feliz, graças dou a Jesus!

A vinda eu anseio do meu Salvador! Em breve virá me levar
Ao céu, onde eu vou para sempre morar, com remidos na luz do Senhor!”

Spafford faleceu em 16 de outubro de 1888, por malária,  tendo sido enterrado em Jerusalém. “Para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada.” (Rm 8.18)

Deus levou para junto de si os amados “tesouros” de Spafford, porém e apesar de ser a “dor a mais forte sofrer”,   ele não abriu mão de seu mais  valioso “Tesouro”  – Jesus Cristo – o Filho de Deus!

Que paradoxo! Sofrimento e paz? Sim, Stafford sofreu, mas gozou da mais doce paz quando declarou confiante: "ESTÁ TUDO BEM COM MINHA ALMA.” Ele tinha paz em em meio ao sofrimento. Paz que excede todo entendimento, paz espiritual, Fruto do Espirito Santo de Deus em sua vida. (Gl 5.22,23)

Mesmo em meio a perdas, Jó declarou:  “Eu sei que meu Redentor vive!”’, assim como Horatio Gates Spafford declarou convicto: “Esta tudo bem com minha alma.”

Será que também podemos declarar em meio às aflições desta vida:  "Esta tudo bem com a minha alma.”

"A dor é a mais forte, porém, a paz é a mais doce!!"

(Isabel Lima)
Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre, acesso em 02/04/2014..