quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Pai, você ensinou-me a desvendar o caminho de um dos mais preciosos "Tesouros"...


Carrego-te em minha mente, em minha alma...
Posso ouvir o timbre da tua voz...
Ouço o seu pedido: “Isabel, leia este versículo da Bíblia para mim...
Eu lia, mas não tinha maturidade suficiente para saber que me ensinava a desvendar o caminho de um  dos mais preciosos “Tesouros”:  a Palavra de Deus!!

Lembro-me das músicas que você ouvia...  
Ainda ouço as tuas orações pelas madrugadas...
Ah, estas não tenho com esquecê-las!!
Vejo o teu jeito de andar...
Queria colo... (você me carregava de cavalinho)
São marcas indeléveis do amor de um pai, do amor de uma filha...

Veja só, antes você me carregava de cavalinho
Agora, eu te carrego no aconchego do meu coração.

Um dia estaremos juntos novamente, pai,  no “lar”...
Eu, você, a mãe e o Pai!!

”Vou olhar em teus olhos,
Vou Jogar-me em teus braços, (...)
Esse é o instante que eu espero,
Esse é o momento que mais quero,
A hora de te encontrar.” (*)

A hora de te reencontrar...

Ainda vamos correr
Ainda vamos brincar
Ah, doces lembranças...
De um tempo chamado "amar".

-  Pai, “como criança me gira no ar.”

Feliz dia, Pais!!

(Isabel Lima)
(*) Estou Só – Banda: Filhos do Homem



Nenhum comentário:

Postar um comentário