quinta-feira, 10 de julho de 2014

EPÍSTOLA DE TIAGO – “O “PATINHO FEIO” NA VERDADE ERA UM “CISNE”.





Estou lendo, estudando, sobre a Epístola da “religião pura e  imaculada". Um dos Livros  mais emocionantes do Novo Testamento.  Uma obra que fora deixada de lado e que só nas últimas décadas é que um número significativo de comentários e estudos sobre Tiago começaram a surgir.

Esta Epístola Universal foi escrita mais ou menos em 45 d.C. cujos destinatários eram os judeus que  viviam entre os gentios fora dos limites da Palestina, e que foram dispersos devido à perseguição aos cristãos (Tg 1.1).

O escritor do livro de Tiago era filho de José e Maria e meio irmão de Jesus (Mc 6.3; 15.40),  ocupava a posição de Líder, ou digamos,  autoridade suprema,  na Igreja mãe, em Jerusalém, presidindo as Assembleias e pronunciando com autoridade a última palavra. (At 15.13-29).

Tiago não creu em Jesus como Messias enquanto Ele vivia: “Porque nem mesmo os seus irmãos criam nele.” (Jo 7.2-5), porém, creu em Jesus como seu Senhor e Salvador  após a sua ressurreição, quando Este apareceu a ele: “Depois foi visto por Tiago.” (I Co 15.7)

Esta carta nós ensina com viver o verdadeiro cristianismo: “A religião pura e imaculada" para com Deus, o Pai, é esta: visitar os orfãos e as viúvas nas suas tribulações e guardar-se incontaminado do mundo –  Esta é a verdadeira fé em ação, a fé viva: o amor genuíno aos necessitados e conservar-se santo diante de Deus. (Tg 1.27). Este é um dos versículos chaves..

O outro versículo principal nos ensina que: “A fé sem obras é morta.” (Tg 2.26). Tiago não está dizendo que a fé e as obras nos salvam, ele argumenta sobre a fé em ação, i.é., a fé e as obras nunca poderão estar separadas, é como um “casamento”, elas caminham juntas, de mãos dadas, uma vez que as obras procedem naturalmente da fé.

Uma das principais características de Tiago era a fidelidade, a humildade e a oração, dentre outras.  Ele inicia a carta e se apresenta, não como irmão do Filho de Deus mas, como “servo” de Deus e do Senhor Jesus Cristo.

Segundo o historiador judaico Flávio Josefo, ele morreu apedrejado em 62.d.C.,  pois exigiram que ele negasse que Jesus era o Messias, porém, ao invés de negar o seu Senhor, ele bradou diante de enorme multidão:  "Jesus é o Filho de Deus!"; foi jogado no chão, apedrejado, espancado e agonizando orou como seu irmão Jesus: “Pai, perdoa-lhes,  pois não sabem o que fazem."  Houve em Tiago o mesmo sentimento que houve em Cristo – sentimento de amor, de perdão.

Provavelmente é o primeiro livro do Novo Testamente e o que mais contém os ensinos de Cristo. Há 15 referencias do Sermão do Monte.

A Espístola contém cinco preciosos capítulos,  na qual podemos aprender sobre  provações, tentações, sociabilidade, obras, domínio da língua, sabedoria, contendas, riquezas corrompidas, paciência e oração.

Você, que achou a síntese deste LIvro de Tiago interessante, faça  uma boa leitura, ou quem sabe um  bom estudo, e tenha uma excelente aprendizagem de como viver a verdadeira religião pura e imaculada para com Deus e para com os homens.

Em Cristo!!
(Isabel Lima)

Nenhum comentário:

Postar um comentário