segunda-feira, 5 de maio de 2014

MÃE, QUAL O MEMORIAL QUE VOCÊ DEIXARÁ ESCRITO NO CORAÇÃO DE SEU FILHO?


Aquilo que está presente no “fundo” do coração de uma mãe: a forma de pensar, de sentir e de agir,  será esteriorizado pelos seus atos em seu cotidiano,  dentro de seu lar,  junto aos seus filhos, e isto  permanecerá para sempre na memória deles.

Um memorial é um fato memorável, aquilo que é digno de permanecer na memória e será sempre lembrado. O que você, mãe, deixará como memorial para o seu filho(s)?

Filhos, automaticamente, acostumam-se com  o “jeito de ser”  de sua mãe. No presente momento, este “jeito” não terá muito importância para eles, porém, com o passar dos anos,  ou talvez, quando a mãe já não estiver mais presente, estas impressões ficarão registradas em suas mentes,  as memórias voltarão muito mais fortes, e lembrarão daquilo que foi exteriorizado pela mãe durante a sua vida inteira.

Mães, quais as memórias que ficarão gravadas no coração de seus filhos? Memórias de oração, do estudo da Bíblia, de amor, de perdão, de compreensão, de paciência ou de brigas, de as fofocas, de ignorância, etc. . Pois da abundância do coração fala a boca” (lc 6.45). “O homem do bom tesouro do seu coração tira o bem...” (Lc 6.45). Minha mãe, uma serva fiel,  deixou memoriais indeléveis, mais preciosos do que tesouros,  escritos no meu coração.

MEMORIAL DA ORAÇÃO
Ficou a lembrança em minha mente, quando de madrugadas eu ouvia ela orando por mim, pelos meus irmãos, pelos genros, pela nora, pelos netos,  pela igreja: Pastores, Diágonos, Cooperadores, círculo de oração, crianças, adolescentes, mocidade, desviados, salvação de alma, etc. Orai sempre, sem jamais esmorecer” (Lc 18.1).  Muitos mães perderam seus filhos para o mundo, e um dos motivos foi a falta de constância na oração.

MEMORIAL DA PALAVRA DE DEUS
Minha mãe uma  mulher que amava ler a Palavra de Deus, deixou um memorial da demonstração deste amor às Escrituras, eu a via  ler a Bíblia,  em  pé, junto a janela ou à porta,  e sussurrava: “Glória  a Jesus”; “Aleluia”,  “Jesus é bom!”. Hoje, pela graça de Deus, sou professora da Escola Bíblica Dominical,  mas aprendi com a minha mãe a ler e a amar a Palavra de Deus.  “Oh! Quanto amo a tua Lei! È a minha meditação em todo o dia!” (Sl 119.97).

MEMORIAL DAS DÁDIVAS
Uma mulher dadivosa, deixou-me um memorial da sua disposição  em colaborar com a obra do Senhor. Eu a via colaborando com os dízimos e preparando suas oferta antes de ir para o culto.  Aprendi a ofertar,  sem a necessidade de minha mãe mencionar uma única palavra sobre "ofertas”, aprendi pelo exemplo. Os filhos aprendem pelo testemunho vivo dos pais!!

MEMORIAIS DIVERSOS
Estes e muitos outros memoriais, tais como: integridade,  retidão,  desvio do pecado e principalmente o temor a Deus, ficaram gravados na minha mente e no meu coração, Por isso, não somente no dia das mães, mas todos os dias agradeço a Deus pelo maravilhoso “presente” chamado “MÃE” que Ele permitiu que eu tivesse, até o dia que aprouve a Ele levá-la para o “Lar”. “Levantam-se seus filhos, e chamam-na bem-aventurada..., a mulher que teme ao Senhor esta será louvada” (Pv 31.1, 28,30).

Mães não são perfeitas,  defeitos todas têm, a minha também os tinha, mas as memórias boas superaram as memórias más, é isto deve acontecer na vida de toda mãe cristã. Com a ajuda do Espírito Santo, a Palavra de Deus e uma vida de  oração, ela sempre será louvado pelos seus filhos, tanto na vida, como após a sua partida. “O Espírito ajuda as nossas fraquezas... Ele intercede por nós com gemidos inexprimíveis” (Rm8.26).

Toda mãe deve  deixar memoriais dignos,  para que os filhos possam carregá-los,  guardá-los em sua alma durante toda a sua vida.

MÃES
“Que o Senhor, o  Deus de Israel, sob cujas asas vieste buscar refugio, te recompense ricamente” (Rt 2.12).

PARABÉNS!!!

 (Isabel Lima)


Nenhum comentário:

Postar um comentário