quarta-feira, 12 de março de 2014

“TUDO TEM O SEU TEMPO DETERMINADO..., TEMPO DE BUSCAR E TEMPO DE PERDER.” (Ec 3.1, 6)


Na vida de Jó chegou o tempo das perdas: perda dos bens, dos filhos, da saúde, do apoio da esposa e dos amigos.  Mas mesmo em meio às perdas, “Jó  se levantou, e rasgou o seu manto, e rapou a sua cabeça, e se lançou em terra e ADOROU.” (Jô 1.20).  A alegria natural havia ido embora, mas a alegria espiritual, esta,  ninguém conseguiu arrancar de seu coração,  nem as tragédias.

Esta alegria vem do coração de Deus para o coração humano, por isso, Jó declarou confiante:  “Eu sei que o meu REDENTOR VIVE, e que por fim se levantará sobre a terra, e depois de consumida a minha pele, ainda em minha carne  verei a Deus. Vê-lo-ei por mim mesmo, com meus próprios olhos, eu, e não outros. Como o meu coração anseia  dentro de mim!” (Jó 19.25-27)

Jó   vislumbrou um futuro glorioso, pois tinha acesa a chama da alegria da salvação em seu coração ao contemplar o seu DEUS-REDENTOR,  sua alegria na vida ou na morte.  Ele sabia em quem tinha crido, sabia que o seu REMIDOR se fazia presente para  sanar os problemas do parente sofredor.

JESUS é o nosso REMIDOR,  Ele é o parente mais chegado do que um irmão,   Ele veio “trazer novas de grande alegria...” e se faz presente para proteger, defender e ajudar os seus filhos sofredores.

Por isso, independente do “tempo”: “Regozijar-me-ei muito no Senhor, e minha alma se alegra no meu Deus, porque me vestiu de vestes de salvação, me cobriu com o manto da justiça...” (Is 61.10)

Quando chegar o dia, a hora e o momento determinadas por Deus  a maravilhosa graça de dEle nos ajudará a enfrentarmos todo e qualquer tempo. 

Isabel Lima


Nenhum comentário:

Postar um comentário