quinta-feira, 18 de julho de 2013

MUITOS CRISTÃOS SABEM "DEFENDER" A FÉ CRISTÃ, PORÉM, NÃO SABEM AMAR

Hoje, vemos uma legião de “cristãos” na internet, que querem de toda e por toda forma “defender” a fé Cristã. Defender o Evangelho de Cristo e dos Apóstolos contra as heresias que entram nas igrejas evangélicas. É legitimo? Sim! Podemos e devemos defender o evangelho contra  doutrinas e ensinamentos divorciados das Sagradas Escrituras, porém, vejo que alguns desses “defensores” do evangelho,  agem como se fossem os únicos  conhecedores da Bíblia, como se somente eles tivessem sidos incumbidos por Deus para  “ensinar” a sua Santa Palavra. Será que estes conhecem mesmo as doutrinas Biblicas?

"Humildemente",  estes  “doutores” da Palavra de Deus,  dizem que a maioria dos cristãos são: incautos, ignorantes e desconhecedores das Escrituras. Talvez,   pensem eles: “Sem os meus “ensinamentos” apologéticos, a maioria perderá a salvação”.

Em prol deste evangelho genuíno, os mesmos se indispõem em rede social: brigam, xingam,  satirizam o irmão, e se tornam inimigos dos que não concordam com seus “ensinamentos”. A que ponto  chegamos em prol da defesa da fé! (risos).  “Ainda sois carnais. Pois havendo entre vós inveja e contendas, não sois carnais, e não andais segundo  os homens?” (I Co 3.3).

O IMPERATIVO MÁXIMO DE CRISTO PARA A SUA IGREJA - Mateus 28.19,20

1. IDE“Ide, ensinai todas as nações”. Isto é, “fazei discípulos”.  ou “ajuntai discípulos”. (Mt 28.19). Temos que nos levantar e mover-nos em direção dos que estão necessitados da salvação. Assim fez Filipe, depois,  abriu a sua boca e anunciou Jesus ao eunuco.  (At 8.26-40)

2. BATIZAR“Batizando-as em nome do Pai, e do Filho,  e do Espírito Santo.” (Mt 28.19). Este ato representa o compromisso que uma pessoa assume quando crê que Jesus Cristo é o Filho de Deus. (At 8.34-38)

3. ENSINAR AS DOUTRINAS BIBLICA. A doutrina das Escrituras, de Deus, de Jesus Cristo, do Espírito Santo, do Homem, do Pecado, da Salvação, da Igreja, dos Anjos, das Ultimas coisas, etc. “Toda a escritura é divinamente proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir,  para instruir em justiça; a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente preparado para toda a boa obra.” (II Tm 3.16,17).  

Ide, batizar e ensinar constituem a Grande Comissão de Cristo a todos os seus seguidores. Muitos, porém, somente querem ser “mestres”.  É fato que,  existem problemas no seio do cristianismo: há igrejas e “igrejas”, há pastores e “pastores”, há doutrinas e “doutrinas”, há ensinamentos e “ensinamentos”.  

Desde os primórdios da igreja alguns tentaram distorcer o evangelho de Jesus Cristo, e hoje não é diferente. Temos visto e ouvido um outro evangelho sendo pregado por falsos mestres e sendo seguido por muitos cristãos que iludidos, ludibriados e enganados  não examinam a Palavra de Deus. "Errais, não conhecendo as Escrituras." (Mt 22.29). “Se permanecerdes no meu ensino, verdadeiramente sereis meus discípulos. Então conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.” (Jo 8.31,32)

OUTRO EVANGELHO:

- Evangelho judaizante: dizem que o homem necessita viver os rituais judaicos para ser salvo. Temos igrejas evangélicas que ainda praticam rituais judaicos e determinadas leis cerimoniais e sociais. Leis que foram dadas somente para o povo judeu. “Estas são sombras de coisas futuras; a realidade encontra-se em Cristo.” (Cl 2.17). Separados estais de Cristo, vós os que vos justificais pela lei, da graça tendes caído.” (Gl 5.4; Cl2.16,17)). Estes retrocederam na fé.

- Evangelho legalista: ensinam a boa conduta como meio de conduzir o homem a Deus. . “Pois todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus, e são justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus.”. (Rm 3.23,24). Estes acreditam serem salvos pelas obras e não pela graça de Deus em aceitar tal maravilhosa salvação

- Evangelho antinomianistas: afirmam que o cristão está acima de lei e não precisa de normas da Palavra de Deus.  “O mesmo Deus de paz vos santifique completamente. E todo o vosso espírito, alma e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo”. (I Ts. 5.23). Estes acreditam que “Deus só quer coração”.

- O Evangelho da prosperidade: que dá ênfase no ter como objetivo da fé, e não no ser, etc. Este era o evangelho dos “amigos” de Jó. Elifaz pregava sobre um relacionamento mercantilista com Deus, Bildade sobre a teologia da prosperidade e Eliú em sua fala discorre sobre a teologia do sofrimento. Porém, ainda existem muitos outros tipos de outros “evangelho” sendo pregado nos púlpitos de muitas igrejas evangélicas, se não vigiarmos até  nas nossas. Estes acreditam que a espiritualmente de um cristçao é medida pelo que ele tem e não pelo que ele é. 

- Considere esse outro evangelho maldito
"A palavra anátema, (gr, anathema) significa alguém que está sob maldiçaõ divina, condenado a destruição e que será alvo da ira de Cristo.". "Se alguém vos anunciar um evangelho além do que já recebeste, seja anátma." (Gl 1.9).

Crentes fundamentados em doutrinas de homens e de demônios
Nas igrejas “cristãs" que os falsos mestres pregam e ensinam doutrinas desvirtuadas da Palavra de Deus, o resultado será  uma igreja que o povo estará fundamentado em doutrinas de homens e, ou, doutrinas de demônios. (Mt 15.9; I Tm 4.1). O crente deverá estar fundamentado na Palavra de Deus.

Crentes “meninos” na fé
Temos ainda outras igrejas,  que também  não ensinam como bem utilizar os dons espirituais no seio da igreja. Falta estudo da Palavra de Deus,  discernimento espiritual, sabedoria dos Líderes dessas igrejas.  O resultado desta falta de ensinamento resultará em “crentes meninos” na fé: pulos, rodopios,  corre-corre, cai-cai, desordem, desequilíbrio, etc. “Mas faça-se tudo com decência e ordem.”. (I Co 14.40). “Os espíritos dos profetas estão sujeitos aos próprios profetas.” (I Co 14.32).
   
“Defensores” do evangelho riem, satirizam de crentes meninos na fé
Temos visto muitos vídeos nas redes sociais de “crente meninos”, e os “defensores” do evangelho rindo às custas destes.  É impossível um cristão ter o Fruto do Espírito Santo atuante em sua vida e viver brigando, xingando, satirizando o irmão em rede social ou em blogs.

Muitos  defendem o evangelho, mas não  vivem o evangelho de Jesus Cristo.
Não têm nas suas atitudes as “marcas” de Cristo. Após combater as heresias nas igrejas da Galácia, o maior de todos os Apologistas declarou: “Finalmente, ninguém me inquiete, pois trago em meu corpo as marcas de Jesus.” (Gl 6.17).

Paulo,  carregou em sua vida, a maior de todas as marcas - As marcas indeléveis do amor – Ele amou a  todos àqueles a quem pregou, batizou, ensinou, curou...

Defensores e “defensores” do Evangelho: “Sejamos imitadores de Paulo, como ele foi de Cristo’ (I Co 11.1)

A defesa da fé cristã não pode estar acima do amor a Deus e ao meu próximo
“Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua perseverança, e que não podes suportar os maus, e que puseste à prova os que se dizem apóstolos e não o são,  e os achaste mentirosos. Tens perseverança, e por causa do meu nome sofreste, e não desfaleceste. Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor. Lembra-te de onde caíste” Arrepende-te, e pratica as primeiras obras. Se não te arrependeres, brevemente virei a ti, e removerei do seu lugar o teu candeeiro, se não te arrependeres...Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida, que está no paraíso de Deus”. (ap 2.1-7).

Defendamos a fé cristá, contudo, com muita submissão, humildade e amor fraternal. "Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes." (Tg 4.6). 

A todos, irmãos e amigos, que querem aprender mais sobre a Palavra de Deus e crescer na graça e no conhecimento, sugiro os Blogs: Olhar Cristão e Blog do Ciro.

Que Deus os abençoe em Cristo, amigos e irmãos!

Isabel Lima

4 comentários:

  1. NÃO CONCORDO COM VC . "Humildemente", estes “doutores” da Palavra de Deus, dizem que a maioria dos cristãos são: incautos, ignorantes e desconhecedores das Escrituras Talvez, pensem eles: “Sem os meus “ensinamentos” apologéticos, a maioria perderá a salvação”. ESSAS SÃO SUAS PALAVRAS NÓS NÃO SOMOS DONOS DA VERDADE MAS ANUNCIADORES DELA E DEFENDEMOS SIM O EVANGELHO DE PASTORES ADÚLTEROS CORRUPTOS E DO MUNDO GOSPEL QUE GERA MILHÕES . SOU PROFESSORA EM HERESIOLOGIA E HERMENÊUTICA HA 23 ANOS . O POVO QUE BUSCA NOS TEMPLOS A PALAVRA DE DEUS EM SUA MAIORIA TEM ENCONTRADO HERESIAS , MISTICISMO . COM CERTEZA SE VC FOSSE DA ÉPOCA DE APÓSTOLO PAULO FALARIA CONTRA ELE MAIS VC ESTÁ FALANDO.

    ResponderExcluir
  2. Professora Elisabeth Ramos,

    Boa noite!!

    Primeiro: “não” concordar é um direito que lhe assiste.

    Segundo: peço a gentileza que a Sra. leia novamente o texto que eu escrevi, se possível o texto todo ou pelo menos as frases abaixo para realmente entendê-las:
    "Humildemente", estes “doutores” da Palavra de Deus, dizem que a maioria dos cristãos são: incautos, ignorantes e desconhecedores das Escrituras. Talvez, pensem eles: “Sem os meus “ensinamentos” apologéticos, a maioria perderá a salvação”.

    Em prol deste evangelho genuíno, os mesmos se indispõem em rede social: brigam, xingam, satirizam o irmão, e se tornam inimigos dos que não concordam com seus “ensinamentos”. A que ponto chegamos em prol da defesa da fé! (risos). “Ainda sois carnais. Pois havendo entre vós inveja e contendas, não sois carnais, e não andais segundo os homens?” (I Co 3.3).
    estas não são minhas palavras, mas palavras de mulhóes de “apologistas” que leio nas redes sociais

    Terceiro: "Humildemente", estes “doutores” da Palavra de Deus, dizem que a maioria dos cristãos são: incautos, ignorantes e desconhecedores das Escrituras. Talvez, pensem eles: “Sem os meus “ensinamentos” apologéticos, a maioria perderá a salvação”. Realmente, estas palavras são minhas e atualizadíssimas sobre tudo o que leio e vejo nas redes sociais e blogs “cristãos” heréticos.

    Quarto: A Sra. escreveu: “Com certeza se vc fosse da época do apóstolo Paulo falaria contra ele...”. Pela forma como me julga posso perceber o quanto não entendeu o texto e o quanto sabe julgar o seu próximo e desobedecer os ensinamentos de Jesus.

    Quinto: como também sou professora, quero ensiná-la que não deve "gritar" , pois escrever em "caixa alta", na internet, significa grito.

    Sexto: mais uma vez peço a gentileza que leia o texto novamente, com certeza, a Sra. terá uma melhor compreensão do mesmo e perceberá que Jesus, sim, e o Camimnho, a Verdade e Vida e não eu e nem a Sra.

    Que Deus abençoe a sua vida!!!
    Isabel Lima

    ResponderExcluir
  3. SINCERAMENTE A SENHOR PELO VISTO É CHEGADA A TEOLOGIA DA PROSPERIDADE QUE ALIAS É UMA TEORIA. A SENHORA NÃO ENTENDEU NÓS QUE DEFENDEMOS O EVANGELHO COMO FAZIAM OS APOSTOLOS QUE SOMOS XINGADOS NAS REDES SOCIAIS AINDA MAIS QUANDO POSTAMOS DENUNCIAS DE PASTORES CORRUPTOS QUE SÓ SABEM PEDIR DINHEIRO . MAIS UMA VEZ SAIBA QUE NÓS É QUE SOMOS XINGADOS POR PREGAR O EVANGELHO GENUÍNO . PROFESSORA ELISABETH RAMOS PARABÉNS TEM DADO AULAS EM SEU BLOG E NAS REDES SOCIAIS.

    ResponderExcluir
  4. Caro Senhor, Marcio Jesus Salgado

    Leia todos os meus texto e ache “um” menos que não esteja embasado e fundamento na Santa Palavra de Deus, e volte aqui para continuarmos este “diálogo”.

    Mas pelo seu “julgamento precipitado” e seu “analfabetismo funcional” como também o da professora acho difícil o diálogo.

    Julgar precipitadamente é “falta de amor”, principalmente, porque não me conhece e não conhece os meus textos, e o que leu não soube interpretá-lo, assim como a professora.

    Pois bem, continue na “defesa da sua fé “morta”, porque a fé sem amor é morta, meu caro. Leia, releia, decore e viva I Co 13. 1-13. O que o amor faz e o que ele não faz

    E, antes de defender o Evangelho de Jesus, você deve viver o Evangelho de Jesus, o "Evangelho do Amor”, e cumprir o segundo mandamento dado por Ele: ”Amarás o Senhor teu próximo como a ti mesmo.” (Mt 22.39).

    Ah, só uma dica, siga o conselho que eu dei para professora quanto a escrever em “caixa alta”, e leia também sobre: o que é um “analfabeto funcional” na Wikipédia.

    ResponderExcluir