quarta-feira, 26 de junho de 2013

OS DEZ MANDAMENTOS DO CRISTÃO DIANTE DAS MANIFESTAÇÕES BRASIL AFORA

1. Manifestar-se pacificamente
Participar das manifestações,  desde que seja pacífica: “Bem aventurado os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus". (Mt 5.9)

2. Conhecer, ler, sobre os lideres das manifestações
Ler, conhecer quem são os lideres das manifestações. “Quando os ímpios sobem os homens se escondem...”. (Pv 28.28);

3. Conhecer, ler, sobre os reais objetivos das manifestações
Conhecer os ideais e a motivação dos lideres que propõem uma manifestação, para que não sermos usados por  grupos radicais. “Examinai tudo, retei o bem”. (I Ts 5.21)

4. Respeitar o seu próximo
“Amarás o teu próximo como a ti mesmo”. (Lc 22.39).  Quando tiramos o direito do outro de “ir e vir”, não estamos amando o nosso próximo como a nós mesmos. Da forma que quero ser respeitada tenho que respeitar.

5. Sujeitar-se às autoridades
Toda a pessoa esteja sujeita às autoridades superiores, pois não há autoridade que não venha de Deus.” (Rm 13.1). Razões porque devemos sujeitar-nos às autoridades:
a) As autoridades foram ordenadas por Deus. (Rm 13.1)
b) Resistir às autoridades é resistir as ordenanças de Deus, e há de se arcar com as conseqüências. (Rm 13.2)              
c) Ela é ministro (servo, servidor, serviçal) de Deus. (Rm  13.4)
d) Não somente por causa do castigo, mas também por causa da consciência para com
    Deus. (Rm 13.5).
e) Lembrar-se do exemplo de Jesus, a sujeição dever ser um ato voluntário (Mt 17.24-27; 22.15-22)

6. Reivindicar direitos, porém, com objetivos concretos
Objetivos que podem ser realizados a curto, médio ou a longo prazo, e não juntar-se a manifestantes “esquerdopatas”,  anticapitalistas e antidemocrátas,  que sonham com um Brasil socialista. “Teme ao Senhor, filho meu, e ao rei, e não te entremetas com os rebeldes”. (Pv 24.21)

7. Não ser alienado
Manifestar-se pacificamente contra tudo o que pode prejudicar o cidadão e o cristão no âmbito politico, econômico,  social e religioso: corrupção, impunidade, injustiça, Projetos de Leis antibiblico, etc.  João Batista não era alienado e denunciou  Herodes quando este possuiu a mulher de seu irmão: “Não é lícito possuí-la”. (Mt 14.4).

8. Não causar dano ao patrimônio público e privado
“Portanto, tudo o que quereis que homens vos façam, fazei-o também a ele...”. (Mt 7.12). É exatamente o que está ocorrendo em nosso País, vândalos têm causado prejuízos incalculáveis em nossas cidades e sabe quem pagará a conta? O trabalhador contribuinte.

9. Não apoiar anarquistas, vândalos, baderneiros...
Não apoiar de forma nenhuma, pessoas que se dizem revoltadas com o Governo, isso não justifica o  vandalismo que está ocorrendo, também não ser contra  policiais que  agem dentro da Lei:  “Por isso os magistrados não são terror para as boas obras, mas para as más...Ela é ministro de Deus, agente da ira para castigar o que pratica o mal”. (Rm 13.1-3,4).

10. Orar pelas Autoridades constituídas
Para que tenhamos paz, tranqüilidade: “Exorto, pois, antes de tudo que se façam súplicas, orações, intercessões e ações de graça por todos os homens, pelos reis, e por todos os que exercem autoridade, para que tenhamos uma vida tranqüila e sossegada, em toda a piedade e honestidade. (I Tm 2.1,2)

Como bem disse o Pe. Anderson Alves: “Reivindicar tudo significa o mesmo que reivindicar nada,  pois se tudo é direito, nada é direito”.

Isabel Lima

Fonte: Internet:
. Movimento Passe Livre: http://pt.wikipedia.org/wiki/Movimento_Passe_Livre. Acesso em 24/06/2013 
. Princípios cristãos para manifestações democráticas.
Acesso em 24/06/2013 
. Ativista do Movimento Passe Livre diz que não negocia trajeto de manifestação:
. Movimento Passe Livre: http://pt.wikipedia.org/wiki/Movimento_Passe_Livre. Acesso em 24/06/2013 


Nenhum comentário:

Postar um comentário