quinta-feira, 14 de março de 2013

SER CRISTAO, MUITAS VEZES, É SAIR NO "PREJUIZO"

"Porém, muitos dos primeiros serão últimos, e muitos dos últimos, primeiros” (Mt 19.30).  "E o que a si mesmo se exaltar será humilhado; e o que a si mesmo se humilhar será exaltado”. (Mt 23.12)

Para “ganhar” precisamos a aprender a “perder”. Ser cristão, muitas vezes, é sair no “prejuízo”. E como é difícil sair no “prejuízo, principalmente com quem vivemos e vivemos e convivemos: família,  igreja,  vizinhos, colegas de trabalho e de escola, etc. Como é dificil abrir mão de nossa  razão,  e dizer: perdão esposo, perdão pai, perdão mãe, perdão filho, perdão irmão, perdão Pastor, perdão ovelha, etc, .

Sair no "prejuízo" é perder dinheiro, mas não "perder" o irmão na fé: "Ousa algum de vós, tendo algum negócio contra outro, ir a juízo perante os injustos e não perante os santos? Não sabeis vós os santos  hão de julgar o mumdo? (...). Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida?". (I Co 6.1-3)
  
Sair no “prejuízo” é ser mais tolerante, mais compreensivo, mais paciente, mais bondoso, mais benigno, mais longânimo, mais amoroso..., enfim, mais cheio do fruto do Espirito Santo no nosso cotidiano. (Gl 5.22,23) 

Sair no “prejuízo” é abrir mãos de nossos direitos mas, não "perder" o casamento, o amigo, o parente, o irmão na fé, o colega, o vizinho, etc.

Sair no “prejuízo” é falar como o Apóstolo Paulo nos ensinou: “Resplandeceis como astros no mundo”. (Fp 1.15).

Enfim, sair no “prejuízo” é continuar nossa caminhada cristã “olhando firmemente para Jesus, autor e consumador da nossa fé”. (Hb 12.2).

Jesus, aos olhos de muitos, saiu no “prejuízo” ao morrer em um cruento madeiro, porém, o “prejuizo” desta morte trouxe o ganho da vida eterna a todos que crerem no Filho de Deus.
   
Com Jesus, “perdas” sempre se transformarão em ganhos, ou para nossa vida, ou para a vida de nosso próximo, ou para o Reino de Deus.

O cristão que tem uma vida baseada na Palavra de Deus, saberá o tempo que terá que abrir mão de seus direitos, e assumir que  o momento é de "prejuizo" para sua vida pessoal, mas de muito lucro para a sua vida espiritual, para a sua vida com Deus.  


Isabel Lima

4 comentários:

  1. Muito bom Isabel. Inclusive, aos coríntios, a fim de evitar contendas, Paulo disse: "porque, antes não sofreis a injustiça".

    ResponderExcluir
  2. É verdade George, às vezes devemos sofrer a injustiça calados. Como Jesus, que sofreu muita injustiça e como um cordeiro mudo não abriu a sua boca. Como necessitamos sermos mais parecidos com Jesus! Obrigada pela visita, seja sempre bem vindo!! Abraços fraternais

    ResponderExcluir
  3. Oi Irmã Isabel,

    A paz do Senhor.

    Passando para lhe dar os parabéns pelo Blog.

    Muito bom!



    .

    ResponderExcluir
  4. Obrigada Pastor João pelo incentivo. Deus o abençoe.

    ResponderExcluir