segunda-feira, 5 de novembro de 2012

ONDE ESTÃO OS MORTOS?

Esta é a grande pergunta que inquieta a   humanidade, independente da sua cultura ou de sua religião, seja o homem pagão, ateu, cristão, etc,  todos têm sede de saber sobre o que acontecerá após a morte. “Morrendo o homem, tornará a viver?” (Jó14.14).  Esta pergunta básica que muitos não conseguem responder, poderemos encontrar a sua resposta na Palavra de Deus, a regra de fé e vida de todo cristão.

Ao estudarmos a  Escatologia, “Doutrina das últimas coisas”, o mistério é descortinado à luz da Bíblia,  traz consolo e esperança aos corações tristes, pois temos a certeza que um dia reencontraremos novamente nossos entes queridos que já “dormem” nos braços do Senhor.  (I Ts 1.14)

Porém, neste período intermediário,  entre o falecimento e a ressurreição, onde se encontram os mortos?

O lugar temporário dos mortos
Hoje, quando o homem morre, ele ainda não segue diretamente nem para céu e nem para o inferno,  Ele vai para um lugar temporário: chamado Sheol/Hades ou Paraíso, entretanto, nem sempre foi desta forma.

ANTES DA RESSURREIÇÃO DE CRISTO

1. Mortos Justos
  Corpo (parte material/homem exterior),  seguia para a sepultura
  Espírito e a alma: (parte imaterial/homem interior) desciam para o “Seio de Abraão.
2. Mortos Ímpios
. Corpo – seguia para a sepultura
.   Espírito e a alma – desciam para o Sheol/Hades (Lc 16.22,23)
Obs.: Havia um grande abismo entre os mortos justos e os mortos injustos: "Parábola do rico e Lázaro".  (Lc 16.26).

APÓS A RESSURREIÇÃO DE CRISTO

1. Mortos Justos
. Corpo – segue para sepultura
. Espírito e alma – sobem para o Paraíso, e aguardam a primeira ressurreição (Ap 20.6) no dia do arrebatamento da Igreja, quando os mortos justos serão ressuscitados, para a vida eterna (Dn 12.2/Jó 5.29).

Jesus, após a sua morte esteve três dias e três noites no seio, no coração da  terra (Mt 12.40), nesta descida ao Hades, Cristo efetuou uma grande e permanente mudança na região que ficava os salvos, Ele transferiu os mortos justos, do Sheol ou Hades para a regiãos celestiais, isto é, o Paraíso (Ef 4. 8-10; Mt 16.18).

2. Mortos Ímpios -
. Corpo segue para a sepultura
. Espírito e a alma – Contínua descendo para o Shel/Hades, aguardando a segunda ressurreição, para vergonha e desprezo eterno (Dn 12.2), no Juízo Final, o Grande Trono Branco, o último julgamento do humanidade. (Ap 20.11-15), isso acontecerá depois do Milênio (Ap 20.5). 

Alguns Esclarecimentos:

- O homem é ser um ser tríplice  (I Ts 5.23)
Ele compõe-se de duas substancias: material e imaterial
- material: corpo – homem exterior
- imaterial: espírito e alma - homem interior
“Ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia”. (II Co 4.16)

- A morte é uma realidade
Todos os seres humanos estão sujeitos à morte. A morte é resultado do pecado (Gn 2.16,17/I Co 15.21/ Tg 1.15).  No grego a palavra morte é “thanatos”, que significa “separação”.  A morte separa as partes material (corpo) da parte imaterial (espírito e alma) do ser humano.

- O Sheol/Hades – O mundo invisível dos mortos ímpios
É a habitação provisória dos mortos. Tanto o Velho como o Novo Testamento falam desde “inferno”, sendo em hebraico Sheol e em grego Hades. Ambas as palavras significam o “mundo invisível” dos mortos, é o lugar temporário para onde vai a alma e o espírito dos mortos ímpios,  aguardando o seu destino final (morte eterna). O Apóstolo Paulo descreve esse lugar como “as regiões inferiores da terra” (Ef 4.9). É um lugar de tormento (Lc 16.25)

- O Seio de Abraão - Era o lugar dos justos
É um compartimento do Sheol/Hades, hoje está vazio. O Sheol é dividido em três compartimento: Lugar dos justos,   lugar dos injustos e o Grande que abismo, que tem um poço, que é a prisão dos anjos caídos e dos espíritos maus (II Pe 2.4; Jd 6; Ap 9.1-6)

- O Paraíso
É uma palavra de origem persa e significa uma espécie de Jardim. O Apóstolo Paulo foi arrebatado até ao terceiro céu, isto é, ele foi ao Paraíso. (II  Co 12.1-4), nas regiões celestiais. O Paraíso esta na presente de Cristo (II Co 5.8; Fp 1.23)  O Paraíso é um lugar de consolo (Lc 16.25), de almas conscientes e de posse das faculdades mentais (Ap 6. 9,10).

- As ressurreições
A Bíblia confirma que “há de haver ressurreições tanto de justos como de injustos (At 24.15). A Primeira Ressurreição abrangerá os mortos desde a época de Adão até o Arrebatamento da Igreja. A segunda ressurreição abrangerá os mortos de todas as épocas, desde Adão ate o grande dia do Juízo Final. As duas ressurreições estão separadas entre si, por um período de tempo de pelo menos  mil e sete anos (1007). Haverá o arrebatamento da Igreja em seguida, um período de sete anos da Grande Tribulação, após isso vem a Dispensação Milenar (1000 anos), e após o Milênio que /haverá o Grande Trono Branco (Juízo Final), onde se dará a segunda ressurreição.

Um dia todos morremos, ou seremos transformados, caso estejamos vivos no arrebatamento da Igreja, Porém, assim como temos a certeza da morte, temos que ter  a convicção da ressurreição. É promessa de Jesus Cristo, Reis dos Reis e Senhor dos Senhores,. Ele foi preparar-nos um lugar (Jó 14.2). Portanto,  consolai-vos uns aos outros com estas palavras.” (I Ts 4.18).

Maria Isabel da Silva Lima
Fontes:
Bíblia de Estudo Pentecostal
OLSON. N.Lawrence. O Plano Divino através dos Séculos. CPAD. 180. ed.. 1998
PEARLMAN. Myer. Conhecendo as Doutrinas da Bíblia. ed. Vida. 1970
GILBERTO. Antonio. Apostila. Escatologia Bíblica, Deus revela o futuro.
BICEGO. Valdir Nunes. Apostila: Escatologia, Doutrina das Ultimas Coisas
.

Um comentário:

  1. Izabel,

    Parabéns por continuar escrevendo.
    Passe pelo meu blog, não deixemos
    alguns influir nos nossos destinos.

    Abraços
    Manoel Amaral
    osvandir.blogspot.com.br

    ResponderExcluir