quarta-feira, 31 de outubro de 2012

O CÉU - SENDO “VENDIDO” POR MIGALHAS



A Igreja do século XVI vendia a salvação
“Ao tilintar da vossas moedas no fundo da caixa, as almas de vossos amigos saem do Purgatório e entram no céu”. Esta era a forma que a Igreja do século XVI tinha para vender a salvação para o povo, para abrandar a pena do Purgatório e garantir-lhes um lugar no céu.

O dinheiro das indulgências eram repartidos
 Desta forma,  o frade  Johan Tetzel “vendia” o céu. Bastava comprar “certificados”, assinados pelo papa, pelos quais se oferecia o perdão de todos os pecados a quem comprasse para si e seus amigos, dispensando-se a confissão, o arrependimento, a penitencia ou a absolvição do padre. O dinheiro era repartido entre os banqueiros da época, o Papa e o vendedor.

As indulgências surgiram na Igreja do século IX, e foi generalizada o seu uso, tão logo perceberam que eram muito lucrativas.

Um Professor de Teologia, com um documento em uma mão e um martelo em outra,  protesta indignado
Porém, um Sacerdote Agostiniano,  Professor germânico, que lecionava na Universidade de Wittemberg, graduado Doutor em Teologia e Doutor em Bíblia,     muito indignado,  discorda com tais práticas adotada pela Igreja de sua época. Seu nome? MARTINHO LUTERO, (1483-1546), depois de Jesus e Paulo, o “maior” homem de todos os tempos. Figura central da REFORMA PROTESTANTE.

Com um documento em uma mão e um martelo em outra, protestou afixando na porta do Castelo de Wittemberg uma lista com 95 teses, condenando erros e pecados da Igreja, sua avareza e seu paganismo. Igreja desvirtuada da Bíblia Sagrada, do Evangelho genuíno, da forma singela de ser da verdadeira Igreja Primitiva. Foi excomungado pelo Papa Leão X, e condenado pelo “Santo” Império Romano como um fora da lei.  Muitos queriam a sua morte, mas foi salvo graças ao seu  amigo, Frederico, o sábio,   que o levou para o Castelo de Wartburg,  onde traduziu a Bíblia para a língua alemã.

“O Justo viverá pela fé”
Martinho Lutero que havia se submetido a todas as formas de jejuns e disciplinas, e inventou outras, afirmando que:  “suportou tais angustias quais ninguém pode descrever”, para “ganhar” o céu, para obter a salvação através de  meios próprios, porém,  agora é condenando como herege por não aceitar ritos, sacramentos e penitencias para se obter a salvação. .

Um dia quando ensinava a epístola aos Romanos ele se deparou com a versículo  17 do primeiro capítulo: “O justo vivera pela fé”, ele creu em Cristo como o seu justificador,  compreendeu  que a  justiça de Deus era Cristo, seus olhos se abriram e pode ver que o método era divino e não humano, viu que era  Deus quem justificava o homem pecador, pela fé em Jesus Cristo, e assim o "declarava justo. "  Assim, ele havia encontrava o descanso tão almejado, e pode dizer: “Esta expressão de Paulo tornou-se para mim a plena verdade, uma porta para o paraíso”.

Martinho Lutero lutou em prol de um Evangelho fundamentado nas Escrituras
Lutou em prol de uma Igreja “sadia’, sem erros doutrinários, lutou em prol de uma fé genuína. Mas, infelizmente hoje  muitas igrejas ditas “evangélicas” têm se tornado parecidas com a Igreja Imperial, com outra “natureza”, outra essência, uma instituição muito diferente da Igreja Perseguida dos séculos 3º. e  4º.

“Obreiros” fraudulentos, envolvem o cristianismo num sincretismo religiosos  
Prega-se um “outro evangelho”, o “evangelho das misturas”: misturam cristianismo, catolicismo,  espiritismo, candomblé, misticismo, superstição, filosofia, etc, vemos um "evangelho" manipulador, com  práticas obscuras para "ganhar":: “vendem” a salvação, "vendem" o céu... Reforma Urgente!!!
“Maravilha-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho, o qual não é outro, mas há algum que vos inquietam e querem transtornar o evangelho de Cristo. Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema...de novo também vo-lo digo... seja anátema”. (Gl 1.6-9)

Obreiros fraudulentos, mercenários, que   lesam os crentes, espoliam, enganam, iludem, mentem... “homens ímpios que, convertem em dissolução a graça de Deus... apascentam-se a si mesmos sem temor”.  (Jd 4, 12).

SOLA SCRIPTURA - Somente a Escrituras;
SOLA GRACIA - Somente a Graça;
SOLA FIDE - Somente a Fé;
SOLUS CHRISTUS - Somente Cristo; 


Que Deus tenha misericórdia de sua IGREJA do século XXI,  que Ele continue a levantar “Martinhos Luteros”, sem medo de enfrentar desafios, sem medo de refutar doutrinas desvirtuadas das Santas Escrituras, com coragem para ensinar a Palavra de Deus, para pregar o verdadeiro Evangelho,  para levar as boas novas, que realmente conduzirá os salvos às mansões celestiais.


Martinho Lutero, talvez observando os castelos terrestres, teve por mais precioso e seguro o seu “Castelo Divino" – Deus!
“Defende-nos Jesus, o que venceu na cruz... E nada nos assustará, sim Cristo por defesa. Se temos de  perder, filhos, bens, mulher, embora a vida vá, por nós Jesus está, e dar-nos a seu reino“ . (Castelo Forte) . Com certeza, hoje, os Teólogos da Prosperidade não entoam este hino, pois eles não aceitam perdas, somente lucros, eles  "podem tudo" naquele que os fortalece, rsrs. 

Este hino foi composto por Martinho Lutero, em 1529.  Martinho era convicto que a sua esperança permaneceria mesmo em meio às perdas, às aflições. Este hino foi chamado a "Batalha de Lutero", o texto é baseado no Salmo 46, “Deus é o nosso refúgio e fortaleza” . SOLI DEO GLÓRIA!



O maior hino, do maior homem, do maior período da história da Alemanha”. (James Moffatt)

DIA DA REFORMA PROTESTANTE - 31 DE OUTUBRO

Maria Isabel da Silva Lima
Fontes:
HALLEY, Henry H.. Manuel Bíblico. Edições Vida Nova.
Internet:           
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ein_feste_Burg_ist_unser_Gott, acesso em 30/10/2012
A imagem acima foi tirada da internet

Um comentário:

  1. OLA Izabel muito bom seu artigo O céu vendido por migalha ,é lamentável o que esta acontecendo no dito meio evangelico reforma urgente fora o espirito do engano que tem levado a muitos a naufragio da genuina fé que uma vez foi dada aos santos.Paz do Senhor.Mas o Espirito expressamente diz que,nos últimos tempos, apostarão alguns da ´f dando ouvidos a espiritos enganadores e a doutrina de demônios.1tm4.1.

    ResponderExcluir