quinta-feira, 4 de outubro de 2012

JESUS DOAVA COMPAIXÃO, MISERICÓRDIA, AMOR...

Jesus servia as pessoas, se doava, se dava. Ele se doava quando ensinava, quando pregava, quando curava, quando tinha compaixão, misericórdia, amor...“E  percorria Jesus todas as cidades e aldeias,  ensinando nas sinagogas deles, e pregando o evangelho do Reino, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo.” (Mt 9.35)

Jesus doava compaixão
Ele doou compaixão à uma mãe que perdera o único e amado filho, a viúva de Naim. E, vendo, o Senhor moveu-se de intima compaixão por ela e disse-lhe: não chores. E, chegando-se, tocou o esquife (e os que o levavam pararam) e disse: Jovem, eu te digo: Levanta-te. E o defundo assentou-se e começou a falar. E entregou-o à sua mãe.” (Lc 7.13-15).

Jesus tem compaixão dos que sofrem. As nossas lágrimas tocam o coração do Filho de Deus. Ele continua a falar conosco como falou com aquela pobre mãe: Não chores, filho amado!. Porém, será que o sofrimento alheio tem tocado o nosso coração? “De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve em Cristo Jesus(Fp 2,5).

Jesus doava misericórdia
Ele doou misericórdia a uma mulher que foi apanhada em adultério. Jesus não deu a mulher o que a Lei de Moisés ordenava como “pagamento” por este ato, mas deu a ela sua misericórdia infinita. “E os escribas e fariseus trouxeram uma mulher apanhada em adultério. E, pondo-a o meio, disseram-lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada, no próprio ato, adulterando, e, na Lei, nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas. Tu pois o que dizes?... endireitou-se e disse-lhe: Aquele que dentre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela... Quando ouviram isso saíram um a um... E, endireitando-se e não vendo ninguém mais do que a mulher disse-lhe: Mulher, onde estão os teus acusadores? Ninguém te condenou?... Nem eu também te condeno; vais e não peques mais”. (Jo 8.1-11). Jesus ainda deu a ela o status e a honra de ser chamado de “mulher”, deu a  ela a misericórdia ao invés do julgamento, Ele aliviou a alma cansada e oprimida daquela mulher. E nós, o que temos dado ao nosso próximo quando peca,  a misericordia ou o julgamento?“De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve em Cristo Jesus (Fp 2,5).

Jesus doava amor
Quando Jesus esteve na terra, entre os homem,  o que Ele mais doou foi “amor”. Doou amor a  ricos e a pobres, doou amor ao povo judeu e ao povo gentil,  doou amor a homens, mulheres e crianças, doou amor aos doentes,  doou amor aos eruditos e aos menos instruídos, doou amor aos perturbados de espíritos, doou amor aos pecadores,  doou amor aos párias da sociedade (os que estão à parte, à margem), etc. O amor de Jesus transcendia a distinções étnicas, raciais, nacionais, sociais e sexuais. Jesus soube amar o próximo: ensinando, pregando, curando, alimentando, ressuscitando, ouvindo, compreendendo, perdoando... Jesus andou em “caminhos de amor”. “Ninguém tem maior amor do que este: de dar a sua vida pelos seus amigos.Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos  mando” (Jo 15.13,14).

O que temos doado à nossa família, aos nossos irmãos, aos nossos colegas, aos nossos conhecidos e desconhecidos, aos nossos amigos e inimigos? O que temos doado a eles? Jesus tinha um coração sensível e amoroso: “De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve em Cristo Jesus.” (Fp 2,5). 


Isabel Lima
Copyright

Um comentário:

  1. Oi Irmã Isabel,

    Esse texto sobre a o amor de Jesus é maravilhoso.

    Post abençoado.


    a: Irmão João

    ResponderExcluir