quinta-feira, 25 de maio de 2017




- Do que temos nos “apossado” que não nos pertence?

Estamos decepcionadíssimos com os “atos” do setor político e econômico do nosso Brasil. Porém, será que temos sido exemplo de responsabilidade e ética?

Como pessoas, como cristãos e como cidadãos devemos questionar esse “jeitinho” brasileiro de lidarmos com coisas e pessoas no nosso cotidiano.

- Do que temos nos “apossado” que não nos pertence: dos assentos e estacionamentos públicos destinados às pessoas especiais? Do troco errado e não devolvido? Das muitas filas furadas? Do assento reservado na igreja superlotada? Do uso dos produtos de marca falsificados? Do atestado médico falsificado? Do serviço ”escravo” dos funcionários? Do salário ganho imerecidamente? Do carro que não podemos ter? Da mansão que não conseguimos pagar nem o condomínio? Dos livros, tupperwares, formas de bolo, canetas etc, não devolvidas. Enfim, a lista é imensa... Sim, nos apossamos dos direitos ou das coisas que pertencem a outrem, sempre com esse “jeitinho” predileto, criativo e obscuro para obtermos vantagens ou solucionarmos problemas pessoais ou familiares. Assim têm agido a classe politica e empresarial do nosso País. E nós, como temos agido?

Se queremos um Brasil honrado, será necessário que a maioria dos brasileiros (inclusive cristãos) voltem para a “escola da vida” e aprendam o que significa: ética, moral e honestidade. Temos que nos “educar” e sermos cheios de responsabilidades em todos âmbitos de nossas vidas. Temos também o dever de passarmos “valores” para a nova geração, para que saibam o que significa ser um homem digno, honrado... Existe, sim, senhores, um caminho a percorrer: o caminho do temor e do amor. Amor a Deus e ao próximo. O amor não faz mal ao seu semelhante. É o temor a Deus que nos desvia do mal. O temor e o amor nos fará homens éticos, íntegros, retos... Retornemos pois, às Escrituras Sagradas! O que faltou aos políticos e aos empresários corruptos? Temor (Ec 12:13) e amor (Rm 12.13).


Ah, se aqueles na qual elegemos para exprimir a nossa vontade tivessem se dedicado a trabalhar para o desenvolvimento e criação de Leis para o bem da população, com certeza, o Brasil seria um outro Brasil. Muitos não seriam analfabetos funcionais, outros não estariam em uma espera "infinita" na fila do SUS, ainda outros não morreriam a míngua nos hospitais pelo País afora, etc... Que pena! Que pena que elegemos homens para trabalharem em prol do povo, porém, esses "trabalharam" em prol da causa própria.

Que Deus se agrade da nossa pessoa, da nossa nação, dos seus filhos como cidadãos da terra e do céu, e que possamos resplandecer como luz em meio a um Brasil em que a maioria do setor econômico e politico jaz em um “mundo” cruel e tenebroso.

- “E vê se há em mim [Senhor] algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno”. (Salmo 139.24)


Isabel Lima


(Imagem tirada da internet)

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Brasil... Dias como na época do profeta Jeremias

Na época de Jeremia, reis, sacecerdotes, profetas e o próprio povo não dava ouvido à voz de Deus. Cerca de 585-580 a.C, homens injustos que estavam no poder deixavam uma herança de iniquidade aos seus sucessores: idolatria, roubo, opressão, mentira, falsidade, engano, corrupção, imoralidade, etc. Hoje, século XXI, vivemos dias idênticos: "Como uma gaiola cheia de pássaros, são as suas casas cheias de enganos; engrandecem-se e enriqueceram, tornaram-se gordos e nédios. Os seus feitos malignos não têm limites, não julgam a causa dos orfãos, para que prosperem, nem defendem o direito dos necessitados. Não castigaria eu estas coisas: diz o Senhor. Não se vingaria a minha alma de uma nação com esta?". (Jr 5.27) 

Brasil - Degradação social e desvio moral
Abundam o adultério, o perjúrio, a opressão,  a fraude, a imoralidade, etc : “Chegar-vos ei a vós para juízo, e serei  uma testemunha veloz contra os feiticeiros e contra os adúlteros, e contra os que juram falsamente, e contra os que defraudam o trabalhador, e pervertem o direito da viúva e do orfão, diz o Senhor dos Exércitos". (Ml 2.5). 

O povo assim o deseja
Não diferente do povo que Jeremias "gritava" para que o ouvissem, pois os mesmos preferiam,  desejavam ouvir o engano, ouvir a mentira dos falsos profetas do que ouvir a mensagem do verdadeiro profeta de Deus. Nada diferente de hoje, muitos, democraticamente, "assim o desejam": desejam leis imorais, desejam a "marcha da maconha", desejam o aborto, desejam o modelo da "nova família", etc, pouco ou  nada se importam com a vontade divina, com a Lei de Deus. 

Até mesmo cristãos,  sem discernimento votam em homens corruptos, sem temor de Deus, homens peritos em  enganar, em se fazerem passar por "benfeitores" do povo. Oremos para que o Senhor dê sabedoria e discernimento ao nosso povo na hora do voto, e também para que políticos corruptos sejam destituídos  do poder. 

“Pois não há nada oculto que não haja de manisfestar-se, nem escondida que não haja de saber-se e vir à luz”. (Lc 8.17)

Isabel Lima

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016









 

Uma glamourosa coleção

Com o passar dos anos,  nossas “vestes” envelhecem, perdem a cor, o viço, encolhem e nos “apertam”. Os rasgos e os furos fazem parte. Ah, mas como gostaríamos que o tempo retornasse para termos novamente “vestes” novas. Que bom seria se o passado se fizesse presente e os tecidos ainda viçosos e coloridos esbanjassem as cores e os desenhos da adolescência e da juventude. Porém, o brilho vai se apagando...

Agora, mais do nunca, temos consciência que foram os “apertos” que delinearam com maestria as sinuosas curvas de nossas almas, que foram paramentadas com vestes de amor, de alegria, de paz, de longanimidade, de benignidade, de bondade, de fidelidade, de mansidão e de domínio próprio. (Gl 5.22.23) . Essa “coleção” é um clássico! Jamais sairá de moda. Nunca perderá o seu brilho e o seu glamour. Será “como a luz da aurora que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito.” (Pv 4.18).

Isabel Lima

FAMÍLIA

“Como galhos de uma árvore, todos crescemos em direções diferentes, mas a nossa raiz continua a mesma.” 

Arraigados e fundamentados no amor de Cristo, recebemos a “seiva” que necessitávamos e que nos fortaleceu. Baseados na instrução, no amor, na Palavra de Deus e na oração, crescemos! Claro que tivemos,  todos, os cuidados de bons “jardineiros"! Alguns cresceram mais em sabedoria e estatura, outros menos, mas todos floresceram e produziram muitos frutos, porém, à custa de muitas podas que chegavam no tempo certo

"Amigos são tudo, porém, sem a família não somos nada."

Isabel Lima
(esposo, irmã, cunhado, sobrinhos e o cachorrinho...rsrs)

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Ô Saudade...



Deus, em sua perfeição, nos fez seres humanos com uma alma, com um  coração, com sentimentos. Por isso, Ele nos permitiu o direito de sofrermos de saudades. Podemos chorar, soluçar e fazermos uso de nossas lágrimas nos momentos que a saudade bate forte em nossos corações.

Fomos feito por Ele "humanos" e não super-homens, além do que, a sua Palavra confirma esta verdade: "Alegrais-vos com os que se alegram, e chorai com os que choram.” (Rm 12.15)

E digo mais, a saudade não somente doi, ela grita!! Principalmente pela falta de um ser amado, um ente querido...

"Não há remédio na terra que possa alivar essa dor, somente o bálsamo do céu: "Porventura não existe unguento em Gileade? Ou não há lá médico? “ (Jr 8.22)

Sim, existe "rémedio" em  Deus, e são nos momentos de saudades, que nossos corações "chorando" recorrem a Ele.

Isabel Lima
(Foto: Pinterest)

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

CAMÕES E A BÍBLIA

Jacó e Raquel (Soneto 29)

Luís de Camões


Uma releitura camoniana do amor de Jacó e Raquel. O poeta transpõe um texto narrativo da Bíblia para um poema lírico, sem perder a sua essência. Um dos mais belos sonetos de amor que eu já li:

Sete anos de pastor Jacob servia

Sete anos de pastor Jacob servia 
Labão, pai de Raquel, serrana bela;
Mas não servia ao pai, servia a ela, 
E a ela só por prêmio pretendia.

Os dias, na esperança de um só dia, 
Passava, contentando-se com vê-la; 
Porém o pai, usando de cautela, 
Em lugar de Raquel lhe dava Lia.

Vendo o triste pastor que com enganos
Lhe fora assim negada a sua pastora, 
Como se a não tivera merecida; 

Começa de servir outros sete anos, 
Dizendo – Mais servira, se não fora 
Para tão longo amor, tão curta a vida.

(Soneto XXIX. Luís de Camões, 1524-1580)

Leia a biografia de Jacó no Livro de Gênesis!!

"O amor é paciente... Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca falha." (I Corintios 13.4,7,8)

(Foto do Pinterest)

quarta-feira, 15 de julho de 2015

“EU SOU HOMEM COM H..." Ser Homem com “H“ vai muito além do excesso de testosterona...


Hoje é o dia Nacional do Homem! Parabéns, meus amigos!! Selecionei aqui 10 atitudes que podem lhe fazer um Homem de verdade:

1. Ter uma só mulher e não várias. Respeito, atenção, gentileza, cavalherismo. Sim, disposto a pagar a conta e não enxergar a mulher como frágil e inferior por isso. Se ela for feminista demais, acha cavalheirismo algo ultrapassado e se ofende quando você tenta ter um gesto gentil, então fuja, porque um homem de verdade precisa mesmo é de uma mulher de verdade;

2. Governar bem a sua própria casa, tendo seus filhos sob disciplina, com todo respeito.”  Ser o exemplo vivo;

3. Ser trabalhador, integro, sincero, ter um caráter irrepreensível, ser uma “espécie rara” em meio a uma sociedade corrompida pela desonestidade;

4. Ter autodominio, ser temperante, moderado. Saber se controlar; “Muitos governam países, mas são controlados por suas emoções doentes” (Augusto Cury);

5. Ter bom testemunho dentro e fora do lar. Ninguém está mais apto para dizer quem é você do àqueles que convivem com você na intimidade do lar;

6. Não ser mentiroso. O mentiroso perde o crédito. Ninguém mais passa a crer em suas palavras, ainda que elas sejam verdadeiras;

7. Não trair àqueles que o amam. Não seja um Dom Juan inveterado. Alguns homens têm esta Síndrome de Dom Juan e não sabem que é um transtorno caracterizado por necessidade compulsiva por sedução. Um bom profissional poderá ajudá-lo;

8. Não ser dado a bebidas alcoólicas. “Saber beber:  bebida alcoólica e homens têm uma relação amorosa desde os tempos antigos das tavernas e saloons... Atente-se, porém na quantidade que vai ingerir, porque macho que é macho não cai de bêbado (nem leva multa por causa disso)”;

9. Não ser ganancioso. “Porque o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males; e nessa cobiça alguns de desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.” (I Tm 6.10)

10. Não ter vergonha de chorar: “Saiba expressar o que sente: não há vergonha nenhuma em colocar para fora o que realmente está guardado no seu peito. Seja em um relacionamento amoroso ou até mesmo em certos graus de amizade profunda (com outros homens, inclusive), ter a segurança de expressar seus sentimentos não fere a sua masculinidade. Pelo contrário, mostra que você realmente sabe quem você é”.

“Mas tu, ó homem... segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão.” (I Tm 6.11).  

Cuidem-se, Homens!! Visitar um médico faz bem a sáude.

Adaptado de: Epístola de Paulo a “I e II Timoteo e
http://vidaeestilo.terra.com.br