sexta-feira, 29 de janeiro de 2016









 

Uma glamourosa coleção

Com o passar dos anos,  nossas “vestes” envelhecem, perdem a cor, o viço, encolhem e nos “apertam”. Os rasgos e os furos fazem parte. Ah, mas como gostaríamos que o tempo retornasse para termos novamente “vestes” novas. Que bom seria se o passado se fizesse presente e os tecidos ainda viçosos e coloridos esbanjassem as cores e os desenhos da adolescência e da juventude. Porém, o brilho vai se apagando...

Agora, mais do nunca, temos consciência que foram os “apertos” que delinearam com maestria as sinuosas curvas de nossas almas, que foram paramentadas com vestes de amor, de alegria, de paz, de longanimidade, de benignidade, de bondade, de fidelidade, de mansidão e de domínio próprio. (Gl 5.22.23) . Essa “coleção” é um clássico! Jamais sairá de moda. Nunca perderá o seu brilho e o seu glamour. Será “como a luz da aurora que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito.” (Pv 4.18).

Isabel Lima

FAMÍLIA

“Como galhos de uma árvore, todos crescemos em direções diferentes, mas a nossa raiz continua a mesma.” 

Arraigados e fundamentados no amor de Cristo, recebemos a “seiva” que necessitávamos e que nos fortaleceu. Baseados na instrução, no amor, na Palavra de Deus e na oração, crescemos! Claro que tivemos,  todos, os cuidados de bons “jardineiros"! Alguns cresceram mais em sabedoria e estatura, outros menos, mas todos floresceram e produziram muitos frutos, porém, à custa de muitas podas que chegavam no tempo certo

"Amigos são tudo, porém, sem a família não somos nada."

Isabel Lima
(esposo, irmã, cunhado, sobrinhos e o cachorrinho...rsrs)

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Ô Saudade...



Deus, em sua perfeição, nos fez seres humanos com uma alma, com um  coração, com sentimentos. Por isso, Ele nos permitiu o direito de sofrermos de saudades. Podemos chorar, soluçar e fazermos uso de nossas lágrimas nos momentos que a saudade bate forte em nossos corações.

Fomos feito por Ele "humanos" e não super-homens, além do que, a sua Palavra confirma esta verdade: "Alegrais-vos com os que se alegram, e chorai com os que choram.” (Rm 12.15)

E digo mais, a saudade não somente doi, ela grita!! Principalmente pela falta de um ser amado, um ente querido...

"Não há remédio na terra que possa alivar essa dor, somente o bálsamo do céu: "Porventura não existe unguento em Gileade? Ou não há lá médico? “ (Jr 8.22)

Sim, existe "rémedio" em  Deus, e são nos momentos de saudades, que nossos corações "chorando" recorrem a Ele.

Isabel Lima
(Foto: Pinterest)

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

CAMÕES E A BÍBLIA

Jacó e Raquel (Soneto 29)

Luís de Camões


Uma releitura camoniana do amor de Jacó e Raquel. O poeta transpõe um texto narrativo da Bíblia para um poema lírico, sem perder a sua essência. Um dos mais belos sonetos de amor que eu já li:

Sete anos de pastor Jacob servia

Sete anos de pastor Jacob servia 
Labão, pai de Raquel, serrana bela;
Mas não servia ao pai, servia a ela, 
E a ela só por prêmio pretendia.

Os dias, na esperança de um só dia, 
Passava, contentando-se com vê-la; 
Porém o pai, usando de cautela, 
Em lugar de Raquel lhe dava Lia.

Vendo o triste pastor que com enganos
Lhe fora assim negada a sua pastora, 
Como se a não tivera merecida; 

Começa de servir outros sete anos, 
Dizendo – Mais servira, se não fora 
Para tão longo amor, tão curta a vida.

(Soneto XXIX. Luís de Camões, 1524-1580)

Leia a biografia de Jacó no Livro de Gênesis!!

"O amor é paciente... Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca falha." (I Corintios 13.4,7,8)

(Foto do Pinterest)

quarta-feira, 15 de julho de 2015

“EU SOU HOMEM COM H..." Ser Homem com “H“ vai muito além do excesso de testosterona...


Hoje é o dia Nacional do Homem! Parabéns, meus amigos!! Selecionei aqui 10 atitudes que podem lhe fazer um Homem de verdade:

1. Ter uma só mulher e não várias. Respeito, atenção, gentileza, cavalherismo. Sim, disposto a pagar a conta e não enxergar a mulher como frágil e inferior por isso. Se ela for feminista demais, acha cavalheirismo algo ultrapassado e se ofende quando você tenta ter um gesto gentil, então fuja, porque um homem de verdade precisa mesmo é de uma mulher de verdade;

2. Governar bem a sua própria casa, tendo seus filhos sob disciplina, com todo respeito.”  Ser o exemplo vivo;

3. Ser trabalhador, integro, sincero, ter um caráter irrepreensível, ser uma “espécie rara” em meio a uma sociedade corrompida pela desonestidade;

4. Ter autodominio, ser temperante, moderado. Saber se controlar; “Muitos governam países, mas são controlados por suas emoções doentes” (Augusto Cury);

5. Ter bom testemunho dentro e fora do lar. Ninguém está mais apto para dizer quem é você do àqueles que convivem com você na intimidade do lar;

6. Não ser mentiroso. O mentiroso perde o crédito. Ninguém mais passa a crer em suas palavras, ainda que elas sejam verdadeiras;

7. Não trair àqueles que o amam. Não seja um Dom Juan inveterado. Alguns homens têm esta Síndrome de Dom Juan e não sabem que é um transtorno caracterizado por necessidade compulsiva por sedução. Um bom profissional poderá ajudá-lo;

8. Não ser dado a bebidas alcoólicas. “Saber beber:  bebida alcoólica e homens têm uma relação amorosa desde os tempos antigos das tavernas e saloons... Atente-se, porém na quantidade que vai ingerir, porque macho que é macho não cai de bêbado (nem leva multa por causa disso)”;

9. Não ser ganancioso. “Porque o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males; e nessa cobiça alguns de desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.” (I Tm 6.10)

10. Não ter vergonha de chorar: “Saiba expressar o que sente: não há vergonha nenhuma em colocar para fora o que realmente está guardado no seu peito. Seja em um relacionamento amoroso ou até mesmo em certos graus de amizade profunda (com outros homens, inclusive), ter a segurança de expressar seus sentimentos não fere a sua masculinidade. Pelo contrário, mostra que você realmente sabe quem você é”.

“Mas tu, ó homem... segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão.” (I Tm 6.11).  

Cuidem-se, Homens!! Visitar um médico faz bem a sáude.

Adaptado de: Epístola de Paulo a “I e II Timoteo e
http://vidaeestilo.terra.com.br

sexta-feira, 29 de maio de 2015

OUÇA ATENTAMENTE...



“Quando o sábio não consegue resolver um problema, mais sábio é ouvir uma pessoa que tenha a solução.” 

Ouça os seus pais, ouça o seu cônjuge, ouça os seus irmãos, ouça os seus filhos, ouça os seus avós, ouça o verdadeiro amigo, ouça o seu educador, ouça um bom colega, ouça até o “chato” do seu chefe, pois muitas vezes ele conseguirá enxergar fatos sobre um prisma que você ainda é “cego”. Eu, particularmente, também ouço atentamente os conselhos da Palavra de Deus. É claro que sabemos que existem “conselhos” e conselhos. Tem até um ditado popular que diz que se conselho fosse bom não seria gratuito. Mas estejamos conscientes que não temos toda a verdade, e muitas vezes um conselho é uma verdade que não estamos preparados para ouvir, mas que temos e devemos ouvir para sabermos pegar uma outra “estrada”. Bons conselhos são como placas sinalizadoras:  “Proibido estacionar”, “Rua sem saída”, “Proibido ultrapassar”, “Velocidade Máxima Permitida”, “Pare”... E pense, se autoavalie e tenha em mente que se não obedecermos as placas a multa será pesadíssima. Tenha certeza que as pessoas que realmente te amam e as que gostam de você sempre te alertarão quanto às sinalizações que há no caminho. “Leia” conselhos com a “Máxima Atenção”, pois neste trânsito congestionado chamado "vida",  nem sempre chegaremos aos lugares na hora e no momento desejado e tão sonhado. O congestionamento nos apavora, mas nos faz colocar o pé no freio,  ouvir e refletir... Com certeza, chegaremos em “casa” com a ajuda de Deus, e com o nosso bom senso continuaremos na pista aprendendo nesta “autoescola” como sermos bons motoristas. 


- Dirijam com muito cuidado meus queridos amigos, sempre alerta quanto às “placas” que falam conosco. 


Disse Salvador Dali: “Não me dê conselho. Sei errar sozinho.” Também  disse o  mais sábio dos sábios: “mas o que dá ouvidos ao conselho é sábio.” (Pv 12.15). Muitas ”lições” não aprenderemos na escola, mas aprenderemos com as pessoas, aprenderemos com a vida!



Isabel Lima
(Foto: Pinterest)

terça-feira, 12 de maio de 2015

Agora vivemos com o incompleto...


Gememos como se estivéssemos com  dores de parto” ao “som” dos sofrimentos que assolam a humanidade: engano, guerra, fome, peste, terremoto, corrupção, ganância, soberba, ingratidão, imoralidade, insegurança, egoísmo, crueldade, suicídio, homicídio, falta de afeto, falta de amor, etc... Percebemos que a “fotografia do nosso mundo” são tempos difíceis de nele vivermos. Porém, um dia ouviremos a “ultima sinfonia” sendo executada pelo Maestro da vida, e “os sons da eternidade” encobrirão a melodia dissonante e desafinada deste tempo presente.

“Imagino o sorriso geral espalhados por todas as faces ressuscitadas. Penso que haverá também um silêncio: cabeças inclinadas e reflexivas, reconhecendo o propósito de Deus em alguns mistérios desta vida e declarando: “Oh, era este o significado da música!... Agora vivemos com o incompleto, que  pode ser nervosamente dissonante.” (James Long). 

“Agora vemos em espelho, de maneira obscura, então veremos face a face. Agora conheço em parte, então conhecerei como sou conhecido.”(I Co 13.12). Gememos por suspirar por nossa redenção total!.

Isabel Silva e Lima
(Foto tirada do Pinterest)